Hoje tive o prazer de apresentar o meu trabalho do mestrado para uma turma de pós-graduação em história na UnB numa matéria sobre jogos e história.

Eu comecei apresentando o contexto no qual o projeto do jogo está inserido e as necessidades que aprendizagem que queria suprir, para a seguir falamos sobre as teorias de aprendizagem. As teoria descrevem como o aprendizado ocorre sobre diferentes focos e seu entendimento permite a criação de diferentes formas de aprendizagem. O que serve tanto para jogos educativos como para qualquer outra modalidade.

Depois disso apresentei o desenvolvimento do jogo como uma forma de pesquisa, descrevendo os diferentes participantes e as sessões de teste sob as quais o projeto foi desenvolvido. Esse é um dos aspectos interessantes da prática em educação, pois de certa forma o professor é um cientista em constante processo de pesquisa empírica. Também divertido e importante rememorar as diversas sessões e mostrar-lhes quantas contribuições vieram a partir das sessões de jogo. No final fiz uma sessão de jogo com eles, pedindo para que observassem como o processo de aprendizagem estava ocorrendo com eles durante o jogo. E foi interessante ver os jogadores observarem o próprio aprendizado com um olhar mais científico.

Mais que um seminário a apresentação foi uma discussão sobre a literatura de jogos e aprendizado. O nível da turma era alto e em alguns momentos eles me mostraram autores que eu não conhecia confirmando idéias que eu acreditava ou havia lido por outras fontes ou mesmo levantando questões que sequer haviam me ocorrido. Enfim, foi uma boa experiência, afinal discussão também é uma técnica de aprendizado interativo.

Anúncios