Após um pequeno fiasco no início da semana amanhã terei sessões de teste, com dois grupos diferentes. Eu gostaria de dizer que isso significa que meu trabalho está terminando, mas o que vi é que isso ainda está longe de ser verdade. Nos últimos tempos comprovei como estas sessões estão mais para a concepção de projeto que uma mera validação do que já está decidido. Se nas minhas análises anteriores novas perguntas nasciam a cada resposta, agora uma enchente de novas hipóteses me espera.

Para deixar as coisas mais divertidas estas serão as primeiras sessões em que vou trabalhar com coleta de dados sistematizada, algo deveras assustador para um um ilógico e intuitivo crônico.  A cereja está no fato de que eu nunca fiz entrevistas e agora vou comprovar se realmente aprendi alguma coisa das aulas de metolodogia, para adoçar o caldo ainda serão entrevistas em grupo.  Mais que liderar eu vou moderar o trabalho do grupo de jogadores e conduzir uma mesa redonda onde eles analisarão a experiência de jogar. Amanhã devo comprovar in loco como entrevistas semi estruturadas podem não ser tão fáceis quanto parecem.

E depois disso, longas sessões de degravação me esperam na hora de analisar os dados, tudo isso enrolado num processo de desenvolvimento circular, pois vou precisar dos achados obtidos nos dados para evoluir os protótipos. Uma hélice caótica me espera.

Na verdade, creio que estou é sentindo a ansiedade de lidar com ferramentas novas e um trabalho novo, afinal agora estou saindo detrás do computador e dos problemas de gráfica que faziam a minha vida de designer para lidar com esse estranho bicho chamado gente e agora eles vêm em bando.

Para amanhã alea jacta est

Anúncios