Uma e meia da manhã na ilha da névoa e estou com meu primeiro ensaio finalizado. Hoje mostrei para o Martin, confesso que estava tudo menos seguro e, ainda que ele tenha dito que tudo parecia ok considerando nossa última reunião, insiti que ele desse uma última olhada. Afinal, mesmo que esteja já  finalizando é a primeira matéira do curso tenho vaga idéia do padrão de avaliação por aqui.

Ele fez uma leitura rápida, fez uma ou duas perguntas as quais eu soube explicar, corrigiu alguns erros gramaticais e cobrou alguns acertos mas também elogiou alguns pontos e disse que o trabalho estava bom. Confesso que além de aliviado estou bem satisfeito, mesmo que esse não seja um trabalho de primeira. O curso sobre contexto da educação e inovação, envolveu muita sociologia que é uma área que não mexia desde a não-tão-saudosa introdução à sociologia de 1993, isso mesmo dezesseis aninhos atrás. E mais ainda, foi o texto mais longo em inglês que escrevi na minha vida, por mais IELTS e TOEFL antes esse trabalho não se compara em extensão e complexidade.

O sociólogo alemão Beck define nossa sociedade atual como uma sociedade de riscos, por um lado porque estamos expostos a eles o tempo todo e temos muito mais consequência disso agora do que antigamente, mas também porque é essa disposição em assumir risco que caracteriza a expansão e influência da sociedade ocidental. Nosso desenvolvimento tecnológico é reflexo de nossa coragem em assumir riscos. Vejo in loco a idéia dele de risco funcionando comigo ao lembrar que antes de vir eu não tinha certeza  se conseguiria escrever um longo texto em inglês, bom ou ruim, e avançei além do meu receio ao assumir um risco.

É a minha definição de aventura, se ao terminar você se deu bem é aventura, senão é só um desastre. E no momento, estou provando do lado gostoso.

Anúncios