sscdilouisvsvsdvd_1Sempre acreditei no potencial que  o cinema e TV tem para o ensino de história, principalmente em trabalhos feitos com uma boa assessoria. Um destes exemplos foi o curto seriado Roma um produção conjunta entre a BBC e o HBO. A meu ver a produção, ainda que caríssima, teve o mérito de juntar a qualidade de roteiros britânica e o apuro de produção americano (não poderia deixar de ser falar em Roma sem a participação dos italianos da RAI, claro).

Do ponto de vista de ensino, achei a série muito boa também. Nem tanto pela descrição do cenário macro (ou em termos literários a esfera épica em si) em que são mostrados os grandes personagens e eventos: como a tomada da Gália, o assassinato de César, ou relacionamento entre Cleópatra e Marco Antônio. Os quais acabam sofrendo alguma adaptação para o público e o formato da TV.  Na verdade acho que o grande mérito é o aspecto antropológico. E como Herodes tem uma curta participação na série, imagino que ainda faltavam uns bons anos para uma certa estrela passar sobre Belém, a série oferece uma bela idéia do que era a cultura romana pré-cristianismo. Não se furtando em mostrar  que apesar de sua sofisticação (muito da noção de direito e estado que temos hoje foi herdada de roma) os romanos podiam ser incrivelmente cruéis para nossos padrões e isso sem cair em julgamentos de valor.  Também é interessante ver como vários aspectos “pagãos” acabaram sendo englobados pela igreja católica e a própria sociedade ocidental. Enfim, é interessante perceber de onde viemos.

Portanto a série é uma ótima forma de mostrar  cultura, história e antropologia de uma forma dinâmica. Com direito a vários níveis de análise e tramas intrincadas: como a guerra entre duas mulheres, Attia e Servília e os seus efeitos na política romana; ou a amizade entre Lúcio Voreno e Tito Pullo (na verdade centuriões que lutaram com César em suas campanhas na Gália) servem para estimular diversas reflexões.

Só não recomendo ver com as crianças, os produtores foram bem liberais sobre a forma como os romanos encaravam questões como violência, sexo, nudez e uma boa dose de politicagem (ótimo para certos impressionados com a política brasileira atual).

Anúncios